terça-feira, 29 de abril de 2008

Prenda Surpresa - parte I

Caros leitores, vamos contar-vos como foi o nosso fim de semana prolongado e como Maria recebeu a sua prenda surpresa...
Como temos muitas aventuras para contar a nossa história vai ser contada em partes...

Prenda Surpresa- parte I - 5ª feira

Por volta das 18h30 minutos Maria recebeu um telefonema de José a avisar que já estava livre do trabalho. Apressou-se e foi ao seu encontro, junto ao parque de estacionamento da casa de José. Quando chegou deu um toque para o telemóvel, José desceu, entraram no carro e lá foram com um sorriso nos lábios de fim de semana prolongado.

Maria fez as malas sem nunca saber qual o seu destino de fim de semana, perguntou várias vezes a José, às vezes de forma directa outras vezes de forma disfarçada, mas nunca conseguiu obter resposta do destino. Sempre pensou que iria para um local a sul (poderia ser o Algarve ou o Alentejo) e para uma zona de praia... Mas finalmente chegou o dia da viagem e tudo se desvendou:

José conduziu em direcção à A1, Maria não conseguiu manter-se calada, foi fazendo várias perguntas, mas quando viu a placa a dizer Vasco da Gama disse que já sabia que iria para o sul mas que não sabia bem para aonde... José com um sorriso maroto conduziu em frente, não virando na placa que dizia ponte Vasco da Gama e continuou o trajecto em direcção à A1.... Maria ficou completamente baralhada!!... Em segundos interrogou-se várias vezes, mas não conseguia obter resposta alguma sobre o destino da viagem.... Por momentos pensou que devido à sua tamanha convicção, José preferira pregar-lhe outra partida e continuar viagem seguindo um caminho mais longo e só começar a descer para sul em Vila Franca.... mas em Vila Franca de Xira a ponte que atravessa o Tejo também acabou por ficar à direita e a viagem prosseguira pela A1, em direcção a Norte.
Maria continuava cada vez mais baralhada.... completamente baralhada... lembrou-se que como tem família perto da cidade Invicta e ao estarem a prosseguir viagem em direcção a Norte que só poderiam ir ter com eles, Maria disse: " Já sei!!... Já sei!!... vamos passar o fim de semana com os nossos familiares!! Não é??!!... Só pode!! É isso mesmo!!" Maria afirmou, exclamou e interrogou José mas nenhuma das suas abordagens eram convincentes, então Maria decidiu desvendar todo o segredo e ligar para um dos familiares... No momento em que ela atendeu o telefone José agarrou no telemóvel para ser o primeiro a falar, Maria achou muito estranha aquela atitude pois na sua cabeça se José quis ser o primeiro a falar seria para prevenir que não se descaíssem.... Passado minutos foi a vez de Maria falar, mas ficou ainda mais baralhada, pois percebera que se tinham unido para lhe deixarem a cabeça ainda mais confusa com tanto mistério....

Maria é uma mulher extremamente curiosa, como devem de calcular os seus olhos acompanharam todos os movimentos de direcção que José fazia com o carro... falaram de vários assuntos durante a viagem, mas Maria nunca conseguiu desprender totalmente o seu pensamento número um - o destino final daquela viagem mistério.

Em Torres Novas, José abandona a A1 e seguiu pela A23 ( a última vez que tinham passado por ali tinha sido no ano novo e Maria não se lembrava de ter feito nenhuma referencia a alguma terra ali por perto). Agora a sua cabeça estava ainda mais baralhada, pois o destino não era decididamente o sul, nem o norte mas o centro. Maria sempre muito atenta acompanhava com os olhos bastante arregalados toda a viagem, José fingiu que iria sair na saída do Entroncamento, mas foi só para despistar pois continuou viagem e só saiu em Constância… Maria como conhecia a vila começou a pensar para onde José a levava sem nunca encontrar uma resposta possível - de facto a grande surpresa estava a chegar. Maria percebendo que José estava perdido ofereceu ajuda mas claro que foi sempre negada, para se situar José precisou de consultar uma “cábula” com a indicação do caminho e ao tirá-la do bolso Maria viu um papel dobrado em 4 partes e leu a palavra “Quinta”…………. “Quinta?!” – exclamou e interrogou Maria. Depois de se localizar José fez inversão de marcha e conseguiu mais uma vez deixar Maria confusa, pois viram uma placa à esquerda a dizer Quinta e José continuou em frente pela estrada, Maria achou que deve ter lido mal afinal foi tão rápido e muito confusa deixou-se conduzir pelo namorado. Até que uns metros mais a frente apareceu uma outra placa com a indicação de uma Quinta e José virou nessa direcção. Chegaram à Quinta e Maria nem queria acreditar que a sua prenda surpresa seriam 3 dias numa Quinta fantástica de turismo rural, os seus olhos nem queriam acreditar em tamanha beleza e adorável surpresa.
Foram conduzidos ao quarto, mas antes fizeram um breve percurso pelo interior da Quinta, Maria continuava fascinada e quando chegaram ao quarto….. bem quando chegaram ao quarto o fascínio que existia no interior de Maria aumentou ainda mais… entraram por uma porta que lhes deu acesso a uma sala privativa (uma sala ampla, com um sofá de pele lindíssimo e muito bem decorada), dentro dessa sala havia uma outra porta que lhes deu acesso ao quarto (um quarto grande com uma cama enorme queen size – e foi exactamente uma Queen que Maria se sentiu durante todo o fim de semana) finalmente dentro do quarto havia uma outra porta que os conduzia a uma ampla wc. Quando o funcionário acabou a apresentação do quarto e os deixou à vontade, Maria e José não resistiram e tiveram logo de estrear a sala privativa apalpando-se, beijando-se e fazendo amor.
Como a fome apertou pegaram no carro e foram até à vila de Constância jantar, encontraram um belíssimo restaurante onde comeram muito e bem. Quando terminaram o jantar foram dar uma voltinha a pé pela vila, tiraram fotografias e para completar a refeição Maria teve um orgasmo e fez uma “mamada” a José ao ar livre. Regressaram nesse dia, exaustos à Quinta e a festa continuou entre quatro paredes, desta vez amaram-se muito no interior do quarto como uma Queen e um King.
Ainda nos falta relatar os 3 dias seguintes, mas para vos aguçar o apetite e não perderem fio do fim de semana ainda temos muito para contar...pois nesta Quinta e neste período de relax fizemos essencialmente 3 coisas: Descansámos, comemos e fodemos muiiiiiiiiiiiiiiito :)
(continua muito em breve)

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Fim-de-Semana... Aceitação do Desafio...

Antes de qualquer outro post do fim de semana, deixamos um vídeo que fizemos como aceitação da provocação deixada pelo casal Desafio...
Deixamos então aqui este pequeno vídeo, que muito prazer nos deu a fazer...

Espero que gostem que nós esperaremos os vossos comentários.

Abreijos
José e Maria


quinta-feira, 24 de abril de 2008

Fim de semana prolongado... o início

Maria e José vão partir hoje para um fim de semana prolongado...
José ofereceu a Maria, como prenda surpresa, um fim-de-semana fora e não disse nada a Maria sobre o destino.
Como qualquer mulher, Maria passou os últimos dias (e ainda está) espectante e sempre a tentar saber algo mais do destino dos 2.
Às vezes mais directa, outras mais subtilmente:
"Tenho de saber para onde vamos para saber que roupa levar!"
"É preciso levar toalha de banho?"
"Fica perto de quê?"
"Fica para norte ou sul?"
"Fica perto da praia ou para o interior?"

E sem parar, Maria ia bombardeando José com mil e uma perguntas para saber alguma coisa.
José, rindo-se que nem um perdido, ia esquivando-se de todas as perguntas dizendo:
"Levas a roupa que te apetecer."
"Não faço ideia se é necessário toalha de banho."
"Não sei, nunca lá fui."
"Está localizado entre os quatro pontos cardeais."
"Posso garantir que fica em Portugal."

E a cada resposta de José, Maria invadia-o com mais mil e uma perguntas que lhe desse alguma pista para onde iriam. Ao que José, armando-se em mauzinho ia provocando:
"Ainda não escolheste o que vais levar no fim-de-semana? Estás a querer que eu fique à espera que à última da hora faças a mala?
Ou...
"Mas já fizeste a mala? Ainda nem sabes para onde vais, como sabes o que vais levar?"

Hoje de manhã José armado em sacana envia uma sms a Maria dizendo:
"Então a menina está pronta para receber a sua prenda de anos?"
Recebendo como resposta:
"Prontinha e muito muito mas mesmo muito curiosa. "bué" :) Beijinhos grands e s pudesse adiantava os relogios todos lol"

José desatou a rir e ainda respondeu a provocar um pouco mais Maria...
A aventura começará hoje... Maria irá descobrir para onde vai e o que vai fazer...

Por isso não perca os próximos episódios pois nós iremos escrever... rsrsrsrsrsrs

terça-feira, 15 de abril de 2008

Uma noite inesperada

Ontem estava eu a dormitar no meu sofá quando ouço um sinal sonoro no meu telemóvel!!
Para minha grande satisfação era uma sms tua e bem provocatória:
"Não sei se quero ir para casa ao fim do dia ou ir fazer alguma maluqueira. Que me dizes?"
Não sei se já previas a minha resposta... Mas como até me conheces bem, acredito que sim:
" Humm.... Sabes muito bem q eu não consigo dizer NÃO a uma maluqueira, uma maluqueira é sempre benvinda:) tens alguma sugestão ou vamos à aventura? :)"

E claro, vindo de ti só podia ser esta a resposta: "Vamos à aventura... Beijocas"

Depois desta sms levantei-me rapidamente do sofá, estava vestida com umas calças de ganga, uma camisa e um polóver... mas pensei "se vou à aventura tenho de levar uma roupa mais prática"... olhei para o relógio e vi que ainda tinha cerca de 30 minutos pra me arranjar... fui tomar um banho e vesti-me a correr ( o tronco cobri-o com uma camisola rosa e um mini casaco preto por cima, depois vesti uma saia comprida rosa e calcei-me... sim amor, não mencionei as cuecas pois vesti-me sem cuecas... mas à ultima da hora não tive coragem de sair de casa sem cuecas). O tempo voo, recebi a tua sms e passados 5 minutos saí de casa para ir ao teu encontro. Quando entraste no meu carro, puxaste-me a saia para cima, fiquei de pernas descobertas e durante o caminho até ao restaurante onde combinámos jantar a tua mão perdia-se regularmente pelas minhas pernas e vagina... confessei-te que era para vir ser cuecas... provocaste-me, puxaste-as, "ameaçaste" rasgá-las e ainda no carro acabei mesmo por tirá-las e guardá-las na minha mala e pela primeira vez andei no centro de Lisboa sem cuecas :) Confesso que gostei da sensação e tenciono repeti-la :)

Gostei do nosso jantar, pudemos falar das nossas coisas, dos mais variados assuntos e amei os apalpões que recebi debaixo da mesa ( foi só chegar-me um bocadinho para a frente abrir as minhas pernas e lá estava a minha vulva aberta para ti :)

Findo o jantar fomos para o parque de estacionamento perto do rio Trancão , o qual já não visitávamos há algum tempo e precisamente por falta de tempo, estacionámos e fizemos amor... fizemos amor dentro e fora do carro.... despi-me logo para ti.... tu sabes o quanto eu gosto exibir-me em locais públicos... fui tão rápida a despir-me que desta vez nem te dei oportunidade de seres tu a fazê-lo.... Fizemos amor ali como nunca havíamos feito ... foi delicioso meu amor, gemi muito e bem alto (dúvido que os carros que estavam mais próximos de nós não ouviram os meus gemidos).... amor tinha saudades de gemer assim sem receio dos vizinhos, o prazer que tu me dás enlouquece-me...

Estou possuída pelo vírus da taradisse e do amor... foste tu que me contagiaste.... e estou a adorar.
Maria

domingo, 13 de abril de 2008

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Aventura condicionada

Apesar da vontade e do desejo que sentiam, José e Maria decidiram não ir para grandes aventuras este fim-de-semana.
Resolveram ir passar o dia de sábado à praia, mas levaram uma amiga com eles.
Foram na mesma para a praia, o José adora fazer nudismo, independentemente se irá fazer outras aventuras ou não. Maria por sua vez, apesar de já fazer nudismo, na presença da sua amiga que não faz nudismo e ganhando alguma vergonha, fez apenas topless.
Ali ficaram os 3, deitados a apanhar sol, na conversa ou a ler.
Maria apesar de tudo estava excitada, e rapidamente respondia às discretas provocações de José.
Quando a amiga de ambos decidiu ir ao café da praia, José cheio de excitação, aproximou-se logo de Maria, retirou-lhe as cuecas e penetrou-a loucamente... Maria estava húmida como José nunca a tinha sentido.
A uns 50 metros estava um rapaz sozinho que quando se apercebeu do que se passava ali, deitou-se de lado e começou a masturbar-se para eles.
José, apercebendo-se de tal facto, disse a Maria, que erguendo os olhos, fitando o rapaz, respondeu acelerando ainda mais o ritmo e abrindo ligeiramente as pernas para ele ver melhor.
Quando a excitação de Maria subia para níveis elevados, ela saiu da sua posição, sentou-se de frente para o mar e deitando a cabeça sobre o pénis de José, deliciou-o num magnífico broxe. José gemia de prazer.
Nisto, o rapaz perdendo a visão das coisas, sem pudor nenhum, levantou-se com o seu pénis erecto e caminhou em direcção ao mar para ver melhor.
Infelizmente, José apercebeu-se que a amiga deles regressava do café e tiveram de ficar por ali.

Soube a pouco... Mas foi excelente. Maria tinha adorado ser vista por outro homem que a honrou com uma punheta bem batida. Ela não acreditava que isso a tinha excitado tanto.

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Sat
Apr 5








22° | 12°
P/Sunny

Olha lá o tempo para este sábado... Que me dizes a irmos até à praia... Despir os nossos corpos na areia???

quinta-feira, 3 de abril de 2008

2 de Abril 08

Nesta tarde primaveril de 26º
Deixei-me embalar pela música das ondas do mar
Quando despertei olhei para o horizonte sorri
E senti o quão estou feliz por te amar.

Vim visitar o mar e vesti-me de azulão
Com 1 flor na cabeça para estar tão bonita como esta estação
Trouxe tanga vermelha para quando me despires com as tuas mãos
Sentires, meu amor, como estou a arder de paixão.

(queimaste-te?? :)

Beijocas e um xi-coração muito apertadinho
Maria

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Fantasia Partilhada

Já passamos por uma quase aventura de estar na praia a fazer amor com outro casal a ver...
Felizmente foi a nossa primeira aventura.
Desde ai, que o desejo de fazermos algo mais ficou. O desejo de nos exibirmos, o desejo de estar com outro casal a fazer amor no mesmo ambiente, seja ele praia, quarto, carro, ar livre, etc.
Ao longo destes meses fomos realizando fantasias, mais ou menos intensas, mais ou menos comuns... Mas a de arranjarmos algum casal para partilhar esse momento connosco ficou.
Já várias vezes enquanto fazemos amor falamos de alguém que esta ali ao lado a ver-nos. Olhos atentos a observar-nos... E que no meio da exitação também se entregam em amplexos carnais.
Falámos que também iriamos parar só para ver... Para ver outros corpos entrelaçados em momentos de paixão e desejo. Momento de luxúria total e entrega absoluta.
Graças a este cantinho temos encontrado outros casais com quem nos identificamos e até que gostariamos de "convidar" para um momento desses...
Mas ainda é cedo... ;)
À momentos em que a fantasia esta presente, mas que a realização da mesma tem de crescer e amadurecer... Tem de dar pequenos passos para avançar no caminho da partilha e do prazer conjunto.
Sinto-me fantástico por estar a percorrer essa estrada contigo.

Adoro-te
José

terça-feira, 1 de abril de 2008

De nós para vós...

Como prenda a todos os visitantes, José resolveu despir a sua Maria e mostra-la ainda mais...

Assim, na segunda-feira dia 31-03-2008 pelas 18:05 envia-lhe a seguinte mensagem:

"Apetecia-me ter-te à frente da minha câmera para te fotografar... Apetece-me ter fotos tuas para colocar no blog e mostrar ao mundo a beleza que tenho a meu lado. Beijocas"

Assim, que conseguiu sair do trabalho, José telefonou a Maria a confirmar a ida dela e arrancou para fazer as compras necessárias.
Resolveu ir fazer umas espetadas grelhadas com arroz e um pudim para sobremesa.

Maria quando chegou a casa tinha já quase tudo pronto...

E aqui ficam as provas...